Massagem Ayurvédica - O Toque e a Cura

February 12, 2016

 

           A primeira vez que recebi uma massagem foi quase um êxtase, apesar de uns pontos estarem doloridos e algumas regiões tensas, foram muitas sensações que me traziam imagens, sensação de alívio, alguns imediatos outros mais demorados, como se toda pressão do momento, das situações vividas pudessem dar um tempo e aquelas mãos abençoadas, fossem divinas, me amassando, apertando pontos doloridos, aliviando o peso dos meus karmas, das minhas costas.

           Alguns meses mais tardes, me ofereceram um curso de Shiatsu, massoterapia japonesa, amei. Comecei a massagear pessoas da minha família, eles adoraram.

           Quando meu filho nasceu fiz um curso de shantala, massagem ayurvédica para crianças e acredito ter economizado meu dinheiro, tempo e estresse, que seria gasto com médicos e melhorado a saúde dele, pois as massagens orientais assim como toda a medicina oriental são preventivas. Ao restabelecer o equilíbrio do corpo da mente e do espírito, você se previne contra a entrada de fatores patogênicos e auxilia nos desequilíbrios emocionais que acarretariam as doenças.

          Anos mais tarde, fui estudar no Instituto de Acupuntura do Rio de Janeiro, IARJ e aprendi o Tuiná, a massoterapia Chinesa, que é a origem do Shiatsu. Ambos trabalham com os pontos que se encontram nos meridianos, ou canais energéticos, que circulam por nosso, corpo. Esses canais têm nomes específicos, estão ligados aos órgãos internos, se relacionam com nossas emoções, sabores, cores e etc. Foram mapeados, por sábios, que meditavam e tinham o dom da visão.  Pois se nosso corpo for dissecado, como fazem nas escolas de medicina, não encontrariam sinal algum desses meridianos.

        A foto Kirliam, já prova a existência da energia eletromagnética que está no nosso corpo. Estudos de física quântica nos aproximam das verdades que estão por trás das medicinas orientais e da concepção do universo, segundo a sabedoria oriental,e vislumbram a nossa própria origem.

       Em 1998, comecei a entrar em contato com o Ayurveda, dois anos depois fiz meu primeiro curso de massoterapia ayurvédica.  Esta masssoterapia é a origem das duas anteriores, alguns livros comentam esta possibilidade.

     A massoterapia ayurvédica trabalha com os pontos marmas e considera as nadis, canais sutis que circulam a energia por nosso corpo, como os meridianos na medicina tradicional chinesa, apenas, codificam e dão importância para eles, talvez não tanto quanto fazem os chineses e japoneses.

     A massoterapia ayurvédica é feita com óleos, medicados com ervas ou com óleos essenciais e tendo sempre como base os óleos vegetais. Promove a circulação de energia, elimina o vento, das articulações, auxiliando no tratamento de artrites e artroses. Melhora a digestão, melhorando as eliminações do organismo. Alivia as dores na coluna, hidrata a pele, melhorando nossa compleição como um todo. Ajuda na qualidade do sono, evitando insônias. Atua no estresse, melhora auto-estima, evita rugas, pois ela é feita em todo o corpo. Ajuda na alopécia, queda de cabelo.

       No ayurveda existem vários tipos de massagens, só para a face, quando fazemos o rasayana, tratamento para a longevidade e rejuvenescimento. A massagem da cabeça chama-se shiroabhyanga, a dos pés, padabhyanga e abhyanga fica sendo a massagem do corpo todo.

 Cada pessoa depois de definido a qualidade do seu ser, dosha, receberá uma massagem mais adequada ao seu biotipo, relativa aos problemas que ela está passando com o óleo específico.   É simplesmente deliciosa!

 Sheila Quintaneiro- Professora de Yoga - Terapeuta Ayurvédica

 www.shivastudio.org

 www.sheilaquintaneiro.wix.com/buzios

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

A Flor de Lótus, Yoga e Ayurveda

December 13, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes

August 3, 2017

August 3, 2017

February 7, 2017

July 12, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square